quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Porquê Two And a Half Man é a sitcom mais dionisíaca de todas

Já defendi aqui porque o Charlie é um ídolo pra mim, mas eu acho que o mérito da série vai além do personagem principal. Claro que ele é a parte mais importante, mas tem muito mais nesse seriado do que este arauto de Baco. Os roteiristas em si têm uma forma de pensar bem dionisíaca. Veja uma lista com os 7 motivos pra você acompanhar o seriado com a mesma dedicação que os crentes veem os programas da Record.


1- Bebida
Começando pelo básico, Charlie é alcoólatra no melhor sentido da palavra. Ele não é dependente da bebida, ele a ama! Ele usa a bebida. A bebida é o combustível de sua vida desregrada e abençoada por Dionísio. Se você quer aprender a ter uma boa relação com o líquido precioso, anote as frases de efeito do mestre Charlie!

2- Sexo
Continuando a falar dos importantes ensinamentos do mestre, temos também suas lições sobre sexo. Em praticamente todo episódio, ele nos passa um pouco de sua vasta experiência. E, assim como a bebida, não é só o que ele fala que é importante, mas seu estilo de vida é um exemplo a ser seguido!

3- Prazeres
Falando em estilo de vida, não é só ao álcool e ao sexo que Charlie e dedica. Ele é basicamente um amante de todos os pequenos prazeres da vida. De um bom charuto cubano a um delicioso e gorduroso cheesburger. Charlie é contra uma vida cheia de regras e vive em função do seu próprio prazer (e o de suas amantes).

4- Relacionamentos
E já que tocamos no quesito "amantes", nem precisamos dizer que Charlie teve muitas. Sexo é sua religião. Não foram poucas as vezes em que ele ficou com mais de uma mulher por episódio, muitas vezes com várias ao mesmo tempo. O que imaginar então quando a Mia se recusa a transar com ele e a deixar que ele transe com outras? Obs.: Eu já usei o diálogo do vídeo abaixo com uma garota com que eu estava saindo E DEU CERTO!

5- Enteógenos
Enteógeno (ou enteogénico) é o estado xamânico ou de êxtase induzido pela ingestão de substâncias alteradoras da consciência. A palavra enteógeno, que significa literalmente "manifestação interior do divino", deriva de uma palavra grega obsoleta, da mesma raiz da palavra "entusiasmo", que refere à comunhão religiosa sob efeito de substâncias visionárias ou à ataques de profecia, e paixão erótica. Pois com a mesma naturalidade e liberdade que o seriado fala sobre bebida e sexo, ela fala também sobre drogas. Isso é um avanço significativo em relação a outros produtos da cultura de massa, cheios de falsos moralismos.

6- Psicologia
Se observarmos com cuidado, quase tudo relacionado a Dioniso é, no fundo, uma forma de lidar com as questões da psiquê humana. Nossas vontades, nossos impulsos as repressões da sociedade... Em Two And a Half Men, o lado psicológico dos personagens é importantíssimo, desde a forma como Charlie e Alan se relacionam com a mãe e como isso influenciou na vida deles até hoje até o comportamento do Walden (personagem de Ashton Kutcher na 9ª temporada), passando pelas psicoses da Rose, a impotência e o enjoo psicossomático do Charlie, o boneco falante ou a dupla personalidade, a crise de identidade do Alan...

7- Humor
Tá, esse aqui eu botei só pra fechar 7 itens na lista, mas ainda é válido. A comédia é um gênero teatral que surgiu nos cultos a Dioniso. Com ênfase em sátiras sociais, a comédia é uma forma de crítica inteligente (ou nem tanto) às nossas vidas e ao nosso próprio comportamento. Peço que reparem na piada sobre casamento do vídeo abaixo pra entender melhor.

E se você ficou com vontade de ver a série, aqui vai um vídeo de um episódio que contém dois dos trechos linkados acima. Divirtam-se e evoé!

Um comentário: