segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Artista de múltiplas personalidades pinta em múltiplos estilos


A artista britânica Kim Noble foi diagnosticada com um quadro grave de distúrbio dissociativo de identidade, o que faz com que ela conviva com cerca de cem personalidades diferentes. Elas se expressam em distintas pinturas e estilos artísticos.

A artista britânica Kim Noble é uma adolescente anoréxica. Também é um homem gay. Ou um menino que só fala latim. Ou uma pessoa muda por opção. Ou 14 artistas aclamados.

Essas são só algumas das cerca de cem personalidades que ela diz ter. Ela sofre de um quadro grave de desordem dissociativa de identidade (antes chamada de distúrbio de múltipla personalidade), que a faz trocar frequentemente entre as diversas personalidades – e entre os diferentes estilos artísticos de seus principais alter egos, a maioria deles pintores.

A artista mora com a filha Aimee, de 14 anos, em Londres. A filha diz que já se acostumou com as múltiplas personalidades da mãe e que as ajuda em suas pinturas. Em entrevista à BBC, ela disse que perde a noção de tempo quando uma personalidade toma o lugar da outra. Só percebe qual alter ego entrou em ação ao identificar o estilo da pintura que ele produziu.


Noble diz que seu distúrbio foi causado por um abuso sofrido quando ela tinha menos de três anos de idade, que "despedaçou sua mente em pequenos pedaços". A desordem de identidade seria uma forma criativa encontrada por sua mente para lidar com essa dor insuportável, diz a artista.

A personalidade que se manifesta com mais frequência é a de Patricia - é com esse nome que Kim Noble gosta de ser chamada. Patricia é a autora da obra acima, chamada "Azul Silencioso".

A convivência com as personalidades é abordada pela autora em uma biografia recém-lançada chamada "All of Me", e a artista se prepara para mais uma exposição de suas obras, entre 9 de novembro e 2 de dezembro, em uma galeria em Kent, no sul da Inglaterra.

[Oráculo: BBC Brasil]

Nenhum comentário:

Postar um comentário