segunda-feira, 6 de junho de 2011

A banda mais escrota da cidade

http://4.bp.blogspot.com/_boQCIFVXRmg/TQmE9Pe0MZI/AAAAAAAAAhE/ew9uqhPRs4U/s400/texticulo.PNG
david bowie
David Bowie : Androginia, mutação, constante evolução, criação de estilo, ...
Cadê isso na música de hoje?

Há algumas semanas resolveu bombar mais um desses fenômenos inexplicáveis da net: A banda mais bonita da cidade

Caso não conheça , procure no Google algo sobre um uma penteadeira dentro do coração.

Digo isso , porque essa é a contra partida da Internet: O lixo.

A internet revolucionou a cena musical pelo fato de você poder ter acesso a quase tudo que a música já produziu e pela produção em massa de material independente.

Até ai beleza, mas em compensação essa informalidade da musica, tipo "Não tenho que prestar conta a ninguém, vou fazer o som que acho que deve ser feito" acabou por não acontecer.

A cena independente, na sua maioria, resolveu criar "Mais do mesmo" e não aconteceu a esperada evolução natural da música.

O mais estranho que esse era o momento. Depois de 5 décadas da música em constante mutação , nesses anos 2000 ela simplesmente parou de evoluir.

Era esse o momento de uma nova guinada em busca do inovador, do diferencial.

Mas o que vemos é a internet criar Bandas mais bonitas da cidade, Reestarts, Fresnos, Parangolés,... que produzem o mesmo som que a música independente veio combater: Músicas com letras/melodias fáceis que não precisam acionar seu senso critico.

Tenho que deixar bem claro, que não são todos. O undergrund criou várias bandas espetaculares como Bois de Gerião, The Power of the bira, Skylab, Autoramas, entre outras tantas.

Não estou dos lados das gravadoras, longe disso, mas elas mal ou bem garimpavam o mercado musical para a gente.

E com essa mesmice e marasmo da atual música, elas não precisam pesquisar, espera uma bosta dessa explodir na internet e coloca para vender. Foda-se a qualidade!

A musica é uma das vertentes mais importantes da arte. E com essa pouca evolução, teremos cada vez mais tendo que recorrer a obras do passado para se poder consumir algo de qualidade.

Concluindo, chega de “Bandas mais bonitas ” que venham as bandas mais experimentais e audaciosas da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário