segunda-feira, 16 de maio de 2011

Masturbação Mística

Mais um depoimento que obtive por causa do post Eu masturbo, tu masturbas, ele masturba... Mas este não foi apenas um depoimento. Este foi uma verdadeira aula de uma técnica mística de como melhorar a qualidade dos seus orgasmos.

Me masturbo mais ou menos uma vez por dia, não importa o horário, desde que eu saiba que não vou ser flagrada. Não costumo ficar pelada para me masturbar, mas talvez seja só preguiça, não sinto necessidade. Acho que nada melhor que os dedos e a imaginação como estímulos. Penso sempre em situações reais ou só imaginadas, quase nunca em pessoas.

Se me masturbo por causa de um conto ou vídeo que assisti, é porque por acaso li/assisti e aquilo me deu vontade. Aonde me toco é um ponto muito importante, acho, porque muita gente não sabe onde estimular a mulher quando vai marturbá-la e acaba machucando. Nunca vou direto no clitoris, sempre em volta. Com a pressão certa, é orgasmo certo.

Muitas das vezes que eu me masturbo, não é uma coisa qualquer. Faço uma espécie de exercício para ter um orgasmo mais longo e mais forte. Só funciona para mulher, mas é assim: sem estímulos visuais nem imaginativos, você começa a se tocar. É importante a mulher se conhecer muito bem, porque ela tem que ficar bastante excitada só com os dedos. Aí, quando perceber que está quase chegando ao orgasmo, começa a respirar imaginando os chakras do corpo: inspira, visualiza um círculo vermelho na virilha, expira; inspira, sente uma energia passar pelo círculo vermelho e chegar num laranja, na região do ventre, expira; inspira, sente a mesma energia passar pelo círculo vermelho, pelo laranja e chegar num amarelo, abaixo das costelas, expira. A mesma coisa com os círculos verde (no meio dos peitos), o azul (na garganta), o anil (no meio da testa) e, finalmente, o violeta no topo da cabeça.

Pode não acontecer de primeira, mas depois de tentar umas três vezes, eu tive o mais longo e forte orgasmo da minha vida. E agora sempre que faço esse exercício é assim. E é incrível, porque toda vez que você goza, seja se masturbando, seja transando com uma pessoa que troque muita energia com você, você tem um orgasmo assim de novo.

E como sou bi e estou atualmente num relacionamento lésbico, não posso deixar de mencionar, ao falar de masturbação, que eu, apesar de tudo isso que falei aí em cima, não conhecia metade dos pontos de prazer do meu corpo antes de transar umas três vezes com a mesma mulher. Talvez eu só tenha dado sorte dela ser incrívelmente boa de cama, mas a partir dessa experiencia posso concordar com todas as garotas que dizem que ninguém toca uma mulher como outra mulher. Por isso eu recomendo até para a mais hétero, como exercício de sexualidade, ter pelo menos um relacionamento de uma semana com outra mulher. Tudo vai mudar! ;D

Uma pena que só funcione com mulher. Fiquei curioso pra experimentar essa sensação.


E cadê o seu depoimento, ou a sua foto, ou o seu vídeo que ainda não está aqui?! Mande para sociedadedionisíaca@gmail.com nos próximos 30 minutos e ganhe inteiramente grátis um "muito obrigado"!

4 comentários:

  1. Ao mesmo tempo que é interessante ver um conhecimento oculto atingindo as massas, é uma pena que isso aconteça de maneira tão profanada, o que pode ser realmente perigoso pra pessoa.

    A sorte de vocês, fornicadores, é que querem sempre experimentar o orgasmo e isso acaba protegendo vocês das consequências mais negativas de explorar conscientemente a energia sexual.

    Fica no entando o alerta: Essa técnica descrita no post é uma maneira de fazer elevar a Kundalini (uma das principais energias vitais do corpo, de conotação sexual) através dos chackras e isso pode ser uma coisa perigosa se feita sem a devida orientação... Por sorte, o orgasmo acaba expulsando a maior parte dessa energia que foi trabalhada pela visualização e não há grandes consequências pra quem é acostumado com uma sexualidade profana (que é a padrão hoje em dia).

    Manipular a energia sexual é algo perigoso... se você concentra-la no 3.º olho por exemplo, você pode começar a "ver coisas" que não deveria ver... e se ficar fazendo ela subir e crescer pelo corpo e não expulsa-la através do orgasmo, você acabará (apesar de super energizado) se tornando uma pessoa "tarada" que não conseguirá controlar a própria lascívia, pq o exceço de energia sexual (não transmutada) acaba produzindo essa condição.

    Vocês podem não acreditar, mas fica o alerta assim mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Não brinquem com o oculto...

    ResponderExcluir
  3. Oba quero aprender mais

    ResponderExcluir
  4. Oba quero aprender mais

    ResponderExcluir