quinta-feira, 19 de maio de 2011

Batalha do Ano: Anti-Homofóbicos x Pró-Homofóbicos

http://4.bp.blogspot.com/_boQCIFVXRmg/TQmE9Pe0MZI/AAAAAAAAAhE/ew9uqhPRs4U/s400/texticulo.PNG
Nas últimas semanas se debateu intensamente o movimento de direitos à favor da igualdade e os movimentos que pretendem espalhar a ignorância .

Eu decidi definí-los no texto como : Anti-Homofóbicos x Pró-Homofóbicos

http://28.media.tumblr.com/tumblr_l9ogaxbGl21qct3yco1_500.jpg

Não há duvida que ultimamente o movimento anti-homofóbico tem se dado melhor. Dado com muito prazer, com o perdão do trocadilho. E ironicamente os movimentos pró-homofobia é quem tem levado ferro quente nas costas.

A primeira vitória foi no Supremo Tribunal Federal, há algumas semanas, reconhecendo a união estável entre homossexuais.

Bem, isso é o minimo para uma sociedade que preza pelo lema "Direitos Iguais". Apesar de na pratica utilizar o lema “Todos iguais, mas uns mais iguais que os outros ”...

Agora a luta é bem mais pesada. E não vai me surpreender se houver puxão de cabelo e mão boba durante a briga...

A luta da vez? A criminalização da homofobia, a famosa PLC 122.

http://www.plc122.com.br/wp-content/uploads/2011/04/PLC122-logo2-300x120.jpg
Clique na foto e entenda mais sobre a lei.

Diferente da união estável, onde quem tinha a munição era o movimento anti-homofobia, agora o movimento pró-homofóbico tem sua metralhadora giratória de ignorância para defender seu ponto de vista.

O bonde pró-homofóbico vem boladão: Jair Bolssonaro, Silas Malafaia, bancada evangélica e cristã e simpatizantes da Ku Klux Klan .

Os argumentos mais estúpidos, como não podia ser diferente, vem da bancada evangélica. Que tem como principal porta voz , o Sr. garotinho Silas Malafaia.

Se vocês procurarem aí no youtube irão achar vários vídeos do Malafaia, vomitando, ops, falando sobre um possível revertério de preconceitos. Ou seja, agora os héteros que serão vitimas de héterofobia(?) caso a PL 122 seja aprovada de vez. Sim, pois esse pessoal joga baixo mesmo. Desvia o foco do adversário, como todo bom lutador.

É obvio que a lapidação da lei, definindo o que é homofóbico e o que não é, vai demorar anos. Mas isso cabe a um juiz definir.

Uma das únicas discussões em TV aberta sobre esse assunto ocorreu no Programa do Ratinho no ano passado. E, acredite se quiser, foi tratado de maneira exemplar.


Como essa luta não é física (diferente das que centenas de pessoas mortas ou feridas por serem homossexuais tiveram que enfrentar) , irei simbolizar a luta com esse debate entre 


Iara Benardi, autora da PL 122 x Silas Malafaia, pastor da igreja Vitória em Cristo.

1° Round


2° Round


E ai quem ganha essa luta?

9 comentários:

  1. Que absurdo você postar a foto de dois garotinhos se beijando, você provavelmente não é pai pra postar uma coisa dessas!

    ResponderExcluir
  2. Odeio o cara, mas Silas Malafaia é um mestre na arte da retórica. Em 5min de conversa c/ ele eu temo que viraria evangélico, cara.

    E pro anônimo aqui de cima, só um comentário: ¬¬

    ResponderExcluir
  3. Tava há um tempão pensando no q dizer pro anônimo bobão.
    Obrigada, Will. Faço meu o seu símbolo.
    E q vença a LIBERDADE!!!

    ResponderExcluir
  4. Foi bem difícil assistir ao debate inteiro. Fico preocupada quando tantas pessoas na plateia se manifestam a favor do discurso do pastor, que, sob o meu ponto de vista, está muito carregado de argumentos falaciosos. Tenho medo que retórica reacionária de algumas religiões contaminem ainda mais a política...

    Muito legal o blog! É a primeira vez que dou uma passadinha aqui e já dei uma boa explorada pelos seus posts. Assuntos bem interessantes! Beijinhos!

    ResponderExcluir
  5. Robin foi pra marcha de Brasília e eu tava em Maceio
    Ele adorou e disse que o medo e a vergonha deram lugar ao respeito e o orgulho
    O anônimo é alguém que não entende o amor, alguém reprimido
    Minha filha disse que deseja morar comigo e Robin quando formos pro exterior, fiquei muito feliz com isso
    Ela disse que me amava, respeitava e entendia.

    ResponderExcluir
  6. Independente do pastor ser um idiota ou não, o argumento dele está corretíssimo, essa lei acaba com o direito de expressar opinião e outra verdade: "Não podemos comparar comportamento com raça" 2:29. Você nasce negro, asiático, branco, você não escolhe sua etnia, nem o seu sexo, você nasce Homem ou Mulher, se você é homossexual, é por escolha. NEM VENHA DIZER QUE ISSO VOCÊ NÃO ESCOLHE. Homossexuais gonna hate.

    ResponderExcluir
  7. Quem é a favor dessa lei absurda é contra a FAMÍLIA.

    Toda história da humanidade está fundamentada na Família, é um absurdo alguém ser contra a família e ser a favor do "amor". "Amor" esse que se trata a maioria das vezes de putaria e/ou promiscuidade. Gostaria que os pais de família se manifestassem contra isso.

    ResponderExcluir
  8. sagaz.emelianenko@hotmail.com25 de maio de 2011 20:42

    Assim como minha posição na lei do desarmamento é NÃO ao desarmamento da população, minha posição é CONTRA essa lei.
    O que acontece é que o governo quer tirar um DIREITO da população!! E cada vez mais o direito da população vem diminuindo. Eu não quero abrir mão do meu DIREITO de possuir uma arma, assim como eu não quero abrir mão do DIREITO DE EDUCAR MEUS FILHOS.
    O princípio básico de uma sociedade democrática é a livre manifestação do pensamento, estão querendo atomizar nossos direitos, acordem!

    ResponderExcluir
  9. Foi mal, coleguinhas aqui de cima, mas já ouviram a expressão que "o seu direito acaba onde começa o do outro" (ou alguma coisa parecida)?

    1º Anônimo depois do Batman:
    Há quem discorde que orientação sexual é questão de escolha. São observados casos assim no meio animal e já vi uma experiência que inseriam DNA de uma mosca homossexual em outras e TODAS passavam à se relacionar com o mesmo sexo. Acho q era mosca...

    Ao 2º Anônimo:
    A instituição da família é uma invenção que não está na origem da humanidade, então não pode fundamentar a história da humanidade. A família surge para garantir ao pai que o filho vai ser dele, para que ele não dê a herança ao filho de outro. Antes do capitalismo, não havia motivo pra família.

    E a lei não é contra a família. Famílias continuam existindo. A lei não fala sobre nada que dificulte a formação de família em nenhum sentido.

    Sobre putaria e promiscuidade, eu tenho um aviso: heteros também gostam de putaria. Assim como gays amam.

    E ao sagaz.emelianenko@hotmail.com:
    Vc ter o direito de ter uma arma vai dar a outros o direito de terem uma arma. E se o cara com quem você brigar no bar estiver exercendo o direito dele, na hora da raiva você pode levar um tiro. Claro que você pode atirar primeiro, mas vale defender esse direito e correr esse risco?

    Como eu prego a liberdade, eu acho sim que todos deveriam ter o direito a ter uma arma, mas também acho que todos deveriam optar por não tê-la. Sonho com um mundo em que elas nem seriam fabricadas.

    Mas voltando aos gays... Você tem o direito de educar seus filhos sim. Se você estiver educando seus filhos, você não vai precisar de uma babá, que foi o exemplo do pastor. Se tiver uma babá e descobrir que ela é homossexual, você pode orientá-la pra não colocar seu filho em contato com idéias ligadas a isso. O que você não pode fazer é demiti-la por isso. Até porque, se você não percebeu no momento em que contratou, é porque ela disfarça bem o bastante pra não deixar isso influenciar o seu filho. Ele ainda vai ser o futuro nazista que você tanto deseja.

    ResponderExcluir