domingo, 1 de maio de 2011

Richard Dawkins e o papa

Discurso de Richard Dawkins por ocasião da visita do papa a Edimburgo. "Sua santidade" havia acabado de culpar o ateísmo pelos crimes nazistas.


[Oráculo: Lineu, o ateu]

3 comentários:

  1. Nossa, até me emocionei com a precisão e pertinência das palavras! Muito bom, tomara que chegue a época em que a maioria rirá da veneração de uma figura patética como o Papa...

    ResponderExcluir
  2. Pois é. É mto fácil apontar o dedo pros outros...
    É por essas e outras incoerências q eu, qdo comecei a ter consciência, deixei de ser católica, logo após minha primeira comunhão.

    ResponderExcluir