domingo, 3 de abril de 2011

O livre arbítrio torna Deus inútil?

Até onde eu sei, o deus judaico-cristão é praticamente onipotente. Só tem uma coisa que ele não pode ou não quer fazer: deus não interfere no livre-arbítrio. Pra ser justo, se eu acreditasse nisso tudo, eu diria que ele pode (por ser onipotente), mas prefere dar aos homens essa liberdade de escolha sobre suas próprias ações por nos respeitar e bla bla bla...

Mas então pra que serve esse deus? Pra que as pessoas recorrem a ele? Sem interferir no livre arbítrio, o "todo poderoso" só pode fazer milagres, mas as pessoas nunca pedem por milagres. Sei que alguns pensam que pedem, mas vamos tentar exemplificar...


A jovem Mônica Faloola Geller está desempregada e sem um tostão furado. Antes de dormir, ela ajoelha ao lado da cama e pede por um emprego. No dia seguinte ela tinha uma entrevista e acaba sendo contratada! \o/ Milagre?! Não! A decisão de contratá-la foi do patrão dela, então Deus não podia fazer absolutamente nada sobre isso. Ele pode ter ajudado a Mônica a se sair bem na entrevista? Também não! Tanto as perguntas quanto as respostas foram decisões do entrevistador e da entrevistada, assim como a roupa que ela escolheu, o caminho que ela fez para não se atrasar e a sua postura durante a entrevista foram decisões dela. Deus poderia ter evitado acidentes no metrô por exemplo ou isso teria sido evitado pela competência do condutor ou pelo cuidado tomado pelo responsável pela manutenção dos trilhos?

Se ela tivesse pedido pra milagrosamente surgir um milhão de reais em sua conta bancária e isso acontecesse, aí seria interferência divina. Mas só se esse dinheiro surgisse do nada, assim como deus fez os céus e a terra. Se tivesse sido uma transferência errada, esse erro teria sido responsabilidade de algum funcionário do banco ou mesmo de uma falha do sistema causada por algum bug na programação, que foi feita por homens.

As pessoas não pedem pra deus fazer surgir uma casa nova, elas pedem pra poderem comprá-la. Se elas ganham dinheiro com o próprio trabalho e poupam fazendo escolhas econômicas, não há milagre nisso.

As pessoas pedem filhos, mas não continuam transando com camisinha. Querer um filho, transar com camisinha, fora do período fértil e gozar na boca dela, e ainda assim conseguir esse filho... ISSO SIM seria um milagre (ou chifre).

Se você pede pra arrumar uma namorada, mesmo que você queira acreditar que foi um milagre vocês se encontrarem (e não foi, porque é sempre uma sucessão de pequenas escolhas), a decisão de aceitar namorar com você vai ser só dela.

Se um prédio desaba com você dentro e NADA cai em cima de você, isso seria um milagre? Ou será que os destroços cairiam nesses lugares de qualquer forma e você estaria fudido se decidisse ter parado um metro mais pra direita cinco minutos antes do acidente?

Acho que os exemplos já deram conta do recado. Mesmo que deus exista, o que ele faz por você? E o que você faz por você mesmo?

8 comentários:

  1. Que deuses interferem diretamente no livre arbítrio?

    ResponderExcluir
  2. Até onde eu sei, nenhum deus interfere no livre arbítrio. No máximo eles influenciam com sentimentos de vingança, discórdia, amor... Mas as decisões sempre são nossas.

    ResponderExcluir
  3. Seus exemplos são o suficiente para comprovar sua teoria sim, mas...

    1- Pq Deus se torna inútil só por não interferir? Tecnicamente, ele criou td isso, certo?
    2-Pq Deus tem q ser útil e fazer algo por nós?

    Nem tô discutindo crenças, só qria entender a lógica disso! =)

    ResponderExcluir
  4. Os deuses dão as cartas o resto é com vocês

    ResponderExcluir
  5. Ju, o objetivo é questionar a utilidade dele pura e simplesmente. Tb ñ tava falando d crença no texto. Tanto é q escrevi como se acreditasse. Então, respondendos suas perguntas...

    1- Sim, tecnicamente ele criou tudo. Foi útil. Mas e agora? Q utilidade ele tem se ele não cria mais nada?

    2- Ñ tem q ser útil nem fazer nada por nós. Por isso o tom de desafio no final do texto. A idéia era mostrar o quanto é inútil recorrer a ele. Ao menos pra coisas práticas como arrumar um emprego, casar ou passar no vestibular. Todas essas coisas dependem de ESCOLHAS nas quais deus ñ pode interferir.

    ResponderExcluir
  6. Relevando o texto e concluindo, o unico compromisso do ser humano com Deus é de agradecimento à tudo que ele criou e proporcionou. Seria isso?

    ResponderExcluir
  7. Um compromisso moral? Sim. Se não for agradecimento pelo q ele proporcionou, pelo q agradeceríamos?

    Mantenho minha pergunta do post. Não que ele precise ser útil à humanidade, mas qual é a utilidade do deus judaico-cristão?

    ResponderExcluir