quinta-feira, 10 de março de 2011

Dionísio em meus sonhos

Ontem de manhã (porque era carnaval e eu não podia ir dormir antes de amanhecer) eu sonhei com Dionísio. Sei que falar sobre sonhos não é muito a linha do blog, mas esse eu precisava partilhar com vocês!

Estávamos em uma turma bem grande (eu diria umas 20 cabeças) em um bar ou algo assim. Sei que estávamos bebendo em uma esquina a noite. Eu estava em uma das pontas, conversando com alguém. Todos muito alegres, gente bonita em clima de paquera, aquela coisa toda...

Aí notei que um amigo que tava muito próximo a mim no grupo estava recebendo entidades. E no sonho parecia que ele estava fazendo isso a um tempão, mas eu só fui ligar naquela hora. Ele ficava parado, encostado em uma parede ou sentado numa cadeira e a cada momento alguém ficava de frente pra ele pra ouvir o que ele tinha a dizer.

Eu me aproximei pra ouvir o que ele tinha a dizer enquanto ele ainda estava conversando com outra pessoa. Ele parou o que estava falando assim que me viu, olhou pra mim com um sorriso de cumplicidade de quem diz "seu safadinho, eu sei o que você fez ontem a noite" e me falou:

- Você também é um diabo. Eu sei que você também é um diabo.

Sei que os religiosos que estiverem lendo isso (como se algum religioso fosse ler este blog...) podem se chocar com a declaração a seguir, mas ouvir aquilo me deu um puta orgulho. Cada vez mais eu vejo demônios como seres que sentem prazer em ver as pessoas seguindo seus instintos, sejam eles quais forem (fome, tesão, raiva...) e, adivinhem só, eu sou exatamente assim. Quem anda comigo sabe bem disso.

O carinha de antes tentou voltar, mas a tal entidade parecia só querer falar comigo. Quase como se me admirasse. Só que ela só falava que sabia que eu também era um diabo. Foi então que o meu amigo, que por acaso é ator de teatro, encarnou Dionísio.

Todo aquele ar de admiração infantil desapareceu e ele assumiu uma postura superior. Me senti diante de um rei em seu trono, altivo e imponente. Agora era eu que estava com um sorrisinho bobo sem saber o que fazer ou dizer.

Acho que ele não disse nada, eu apenas soube quem era. A única coisa que Dionísio fez foi um gesto com as mãos fechadas e cruzadas na altura do pulso, voltadas para baixo. Ele fez várias vezes e eu não entendia o que diabos aquilo queria dizer. Quando eu já tinha desistido de entender, ele perdeu a paciência, saiu do personagem, colocou a mão ao lado da boca e me falou "eu mudei".

Eu entendi que o gesto significava que ele havia mudado de personagem/entidade, mas eu já tinha sacado isso desde o começo. Alguém que entenda (ou não) alguma coisa de sonhos poderia dar uma opinião?

3 comentários:

  1. Nossa, Will! Que bizarro!
    Eu não entendo nada de sonhos,dei uma googlada básica mas não achei nada mto interessante sobre personagens e entidades, mas achei isso aqui:

    "Sonhar com: Deus

    Ver-se perante Deus, felicidade próxima. Conversar com ele, prosperidade em ilimitada."

    (http://www.mistico.com/p/sonhos/sonhar_com/Deus.html)

    Não faço idéia da credibilidade desse site, mas acho legal considerarmos q coisas boas acontecerão! =D

    Bjo,

    ResponderExcluir
  2. dá um roteiro dos bons isso ae, neguinho

    ResponderExcluir
  3. Segundo o foco Freudiano, esse sonho representa a sua vontade reprimida de fazer sexo oral nele.

    ResponderExcluir