segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Transexualidade é uma Opção ?


A sociedade carrega vários tabus. Não a dionisíaca, claro! Mas um tabu top certamente é em relação a transexualidade. Tudo ligado a ela vem embutido em preconceito.

Diferente do homosexualismo, o transexual ou travesti não tem a opção de se esconder. É uma condição que tem que se dar a cara a tapa e infelizmente sofrer as consequências.

Se você está em um bar com um gay, em nada ira afetar o julgamento das pessoas para você. Muito diferente de um travesti, que o simples fato de estar ao seu lado ira atrair toda a atenção e os olhares de repudio possíveis.

Digo isso porque pelo o simples fato de eu participar de uma comunidade no orkut chamada "eu defendo e apoio as travestis" já consideram que eu tenho relações com elas.

Será que se eu participase de uma comunidade "eu defendo e apoio as girafas", seria um zoófilo?

Só para deixar claro logo no inicio, irei me referir a transexuais e travestis no sexo feminino e como Tran-Trav .

Cerca de 90% dos travestis/transexuais trabalham como prostitutas. Ou seja, não tem como não relacionar uma coisa a outra.

Entre as consequências, essa certamente deve ser a mais dolorosa para uma Tran-Trav. Imagine que seu leque de opções para ganhar a vida não passe de 1 carta.

Bem, elas não precisam nem imaginar, pois esse é o baralho delas (eu disse baralho!).

É vergonhoso. Outro dia passou um programa na globo chamado Profissão Repórter que se infiltrava no mundo da Prostituição (onde mais Tran-Trav entraria na pauta?) e mostrava em parte dela a vida das travestis da Lapa.

Viviam em um casarão caindo aos pedaços, usavam silicone industrial no peito e hormônios de procedência duvidosa.

Vou tentar entrar dentro da cabeça de uma Tran-Trav e irei rebater meus próprios questionamentos.

- Bem, por que eu fui parar na prostituição?
Porque as empresas não me contrataram.

- Por que elas não me contrataram?
Porque o governo não mexe a bunda sobre esta questão. As empresas acham que irá sujar sua imagem, porque eu não tenho estudo.

- Por que o governo não se mexe? Por que as empresas acham que irei manchar sua imagem? Por que eu não tenho estudo?
Porque para uma ação do governo é preciso que se aprovem leis no congresso por pessoas que em boa parte participam de alguma ordem religiosa que me repudia ou por pessoas que adoram transar comigo mas odeiam falar.

As empresas tentam seguir um modelo que seja um padrão moral para a familia, sendo que nesse padrão só existem homem e mulher que nasceram assim.

Não tenho estudo porque quando era criança já mostrava sinais de feminilidade e as crianças me batiam e praticavam todos os tipos de bullying com a conivência de professores e diretores.

-Por que...
É um iceberg monstruoso de questionamentos onde a ponta é o preconceito!

Agora eu lhes pergunto: Se uma pessoa se dispõe a abalar toda sua vida para viver do jeito que ela acha que é o certo, ela está fingindo para si mesma? É uma masoquista em tempo integral?

Em resumo, elas abrem a mão de uma "vida decente" para viver do jeito que é certo para elas.

E ai, continua achando transexualidade uma opção?

5 comentários:

  1. Não é uma simples 'opção'...
    Pelo meu entender e por ter alguns amigos trans, não é só opção... É algo muito mais forte!!
    E para alguns é difícil até mesmo entender quem são, ou que sexo têem...
    Não é como um homosexual ou bissxual que se sentem bem com o corpo que tem mas gostam do mesmo sexo...Para um trans a realidade física é desconexa, muitos não sentem prazer com o corpo que nascem, nesse caso, apoio totalmete a mudança de sexo...
    Acredito que as pessoas (hetero/bi/homo/trans) devem procurar apenas o que lhes dá prazer... apenas sentindo satisfeitas com nossa sexualidade, podemos aprender a respeitar a dos outros ;)

    ResponderExcluir
  2. aqui em portugal temos um muito famoso chama-se josé socrates e é 1º ministro ...

    ResponderExcluir
  3. Oi. Gostei do caráter de mostrar um olhar humano sobre as travestis. Mas veja bem, que é fácil escrever qualquer coisa na internet sem ter respaldo intelectual e científico e achar que nãoe está falando bobagem. E foi isso que aconteceu.

    1 - Travestis e transexuais não são a mesma categoria. Transexuais querem e precisam fazer uma cirurgia transgenital.

    2 - São 90% das travestis que trabalham como prostitutas. Não inclua transexuais nessa conta, porque a realidade transexual é diferente.

    3 - Não só existem As transexuais (de macho para fêmea), existem Os transexuais (de fêmea para macho).

    4 - O problema da pessoa trans (transexual e travesti) de fato começa na escola quando sofre bullying e na família (quando o/a expulsam de casa). Daí para não ter estudos é fácil e, como ninguém contrata uma pessoa trans (pura realidade), é muito fácil uma travesti se prostituir. A transexual feminina não se prostitui porque quem procura uma travesti para fazer um programa quer ser "comido", e a transexual feminina tem uma rejeição profunda do próprio órgão genital (pênis) e não vai comer ninguém por causa disso. Sem contar que transexuais em geral querem se inserir na sociedade. A categoria das travestis (muitas delas) se conforma em ficar à margem, ao contrário de transexuais. O que nos leva ao último ponto.

    5 - Não necessariamente precisa ser público o fato de alguém ser transexual. Existe um processo denominado stealth em que a pessoa transexual depois de todas as cirurgias muda de cidade, estado e antigos meios sociais e esconde o fato de nem sempre ter tido aquele corpo. É uma estratégia para fugir da triste realidade de ter tido um corpo indesejável no passado e para não sofrer transfobia.

    Viu como você aprendeu? Agora ignore o meu comentário e cometa outra bobagem.

    ResponderExcluir
  4. Outra coisa: não é opção. É uma condição, a pessoa transexual nasce com o sexo biológico de um gênero e o cérebro de outro. O detalhe é que o psicológico no final das contas é mais forte. Não se muda (nem se "cura") o cérebro, mas é possível adaptar o corpo ao gênero psicológico. A transexualidade é estudada pela ciência há anos.

    ResponderExcluir
  5. O problema é que os transexuais ou tambem os travestis é a cabeça. Ninguém deu emprego? Vai ser trabalhador autonomo, vendedor, costureira, cabelereira..... mas preferem prostituição. Porquê? Cabeça? Ou porque a maioria da sociedade faz que nem existem? Só pode.

    ResponderExcluir