segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Ejaculação Verborrágica

"Vocês não gostarão de mim..."

Sou você,
quando ejacula!
Sou a esposa,
frígida,
que simula.
E, às escondidas...
se masturba.
Sou o filho pródigo,
que supera
o próprio
pai,
quando resolve
assumir os negócios.
Ai, sórdido...
Sou a falácia
de beatas impúdicas.
O erguer
do flácido cetro
da hipocrisia.
Incisão, o decreto
do clichê
com precisão
cirúrgica.
A quimera
que faz incesto
com utopias.
A fobia,
que fornica
com a inércia
nos lençóis
da véspera
sem a poesia
anestésica.
Venha...
Beba meu néctar!
a dualidade
simultânea dispersa.
Brindemos a ignorância
coletiva.
A fútil publicidade
que cativa.
Os comboios
que molham as
coxas de suas filhas.
Aceitamos o celibato
mental.
Esse derramamento
de sangue virginal.
Viva a indiferença
hasteada: omissão
em suas nádegas.
Rejeição viril.
impotência precoce.
o câncer em sua prostata
sem protese.
A herança sanguinea,
cordão umbilical
de fibra ótica.
Dsts subversivas.
Deficiência congênita.
Retomem o fôlego,
ignorem o ideal
que se foi no aborto.
Reverenciem a religião
do mal
e a superstição
do orgasmo demagogo.
Obrigado pelo coito,
meus amados,
agora vejo um filete
do meu sêmen
escorrendo em seus lábios.

"Eu te condeno a ser você pelo resto de seus dias..."

Poema escrito pelo Sophysta Macabro (ou Maca para os mais íntimos mais abusados menos formais) e inspirado no filme O Libertino. O filme é uma merda, mas o prólogo é fodástico! Tudo que vocês precisam do filme está nos dois minutos do vídeo abaixo.

Para ver legendado em português, mas com uma qualidade de merda, clique aqui.

Se você também quer expor sua arte, envie um e-mail para sociedadedionisiaca@gmail.com.

4 comentários:

  1. Ah, eu gosto do filme...mas o prólogo realmente é o melhor! ^^

    Qto ao poema, eu já comentei o que achei com o Sophista!=P

    Já ques estamos condenados a sermos nós mesmo, sejamos bons! ahahahah

    Beijos,

    ResponderExcluir
  2. Também já comentei c/ o Maca. Achei mt foda. Talvez o diretor do filme devesse ter se inspirado mais no seu poema e menos na moral da época...

    ResponderExcluir
  3. "Ejaculação Verborrágica" will gastastes o ordenado todo a comprar essa palavra caríssima!!!!! boa semana

    ResponderExcluir
  4. Foi o título q o Maca deu pro poema. Ñ bote a culpa em mim. =P

    ResponderExcluir