segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Cine Privé : O fim da Pornografia na TV Aberta


Oi, meu nome é Tom B. de Cantor e irei escrever e compartilhar com vocês leitores da Sociedade Dionisíaca textos que abordem de alguma forma sexo, religião ou álcool.

Todas às segundas começando hoje terá um textinho maroto para que tenha mais uma opção de leitura no início da semana. Já escrevi alguns textos para o blog anteriormente, mas espero agora como parte da equipe ser regular.

Espero que gostem e se quiserem elogiar, discutir ou reclamar é só colocar nos comentários.

"Cada um tem o seu ponto de vista, encare a ilusão da sua ótica."
- H. Guessinger
Por isso respeite opiniões diferentes da sua!

Bem, vamos ao trabalho. Semana passada a rede bandeirantes resolveu acabar com um programa que foi símbolo de gerações (a 90 principalmente) e que certamente alegrou as madrugadas de sábado de muito pré-adolescente marmanjo como eu
e você
: Cine Privé
Deve fazer mais de 10 anos que não vejo, mas a lembrança nostálgica de que futuras gerações estarão privadas de assistir este programa ícone da televisão é triste.

Assim como os contos eróticos, os filmes de SoftPorn que a bandeirantes passava instigava a fantasia bem mais de que um filme Hard de sexo puro sem história ou situação para acontecer algo.

O Cine Privé mostrou mais que alguns seios. Ele mostrou o contexto para ocorrer a atração sexual até levar ao sexo propriamente dito. Isso era estimulante e provocava sua mente a produzir fantasias sexuais que iam muito além de uma simples excitação voyer.

A nudez crua perdia seu sentido e nos fez buscar alternativas para alcançar o prazer. o que foi maravilhoso!

A internet acabou facilitando demais esta busca, o que foi ate certo ponto prejudicial a nossa criação de fantasias.

Sei que esse texto está direcionado quase que exclusivamente aos homens. Mas o resultado destas buscas pelo diferencial no enredo para se levar ao sexo refletiram diretamente nas nossas futuras parceirias sexuais .

Já ouvi dizer que o programa era muito admirado pelo público feminino devido ao romantismo das histórias.

Uma sequência clássica de filmes que passavam no programa era a incontável série de filmes da Emanuelle, que era interpretada pela estonteante Krista Allen.

Acho que tiveram outras emanuelles se não me engano , mas ela foi a mais notável. Emanuelle não tinha limites para o prazer sexual, lembro que certa vez ela foi ao espaço para procura-lo.
É pouco zueira?

Neste link você poderá ver on-line alguns filmes e melhores momentos da Krista "Emanuelle" Allen. Para quem tem internet rápida vale a pena conferir!

Para quem não tem, abaixo vai uma pequena amostra .


Outra sequência clássica de filmes do Cine Privê era a série de filmes As aventuras de Justine estrelada pela Daneen Boone.

Justine era uma estudante super dotada que paticipava de aventuras arqueológicas /erótica com seu professor e amigas da classe .No meio das cavadas elas sempre esbarravam com bandidos tentando roubar algum artefato antigo, mas, obviamente, estavam mais interessados em transar com elas, claro!

A maioria dos episódios concluem com a sugestão de que a aventura foi simplesmente um sonho ou fantasia de Justine.



E para terminar as séries de filmes clássicas do Cine Privé : The Click.

The Click era uma série de sete filmes de contos eróticos sobre um controle remoto mágico que libera paixões extraordinárias quando ativado. Não tinha uma atriz principal em destaque que nem nas outras 2 séries porque a trama girava em torno de um tal de "Dr. Fez" .

Mas era muito legal , até porque nesses filmes aconteciam mais cenas de sexo que os outros.


Um site chamado Soft Erotic era dedicado exclusivamente a divulgação gratuita desses filmes. Disse era pois encerou suas atividades recentemente mas deixou um belo acervo para você conhecer melhor esses filmes citados acima. Com o fim do Cine Privé, se torna um belo acervo de raridades.

Um detalhe importante que fazia do Cine Privé um programa com poucos riscos de ser "pego em serviço" era o fato de não haver barulhos e gemidos altos, o que ajudava aos pais a não acordarem.

Mas sejamos sinceros, o frio na barriga e a adrenalina por saber que a qualquer hora podia dar merda também faziam parte da excitação. Uma mão no pau e a outra no controle remoto era regra.

Bem, por mais que relembre os bons momentos aqui não vai mudar o fato que o Cine Privé acabou .

Se tem alguma lembrança sobre o programa. Relate nos comentários!

12 comentários:

  1. Já fui convidado a assistir cine privé, em uma madrugada de sábado tediosa na cidadezinha do interior que eu morava antigamente, por uma menina que a muito eu queria ter algo com ela... Foi uma noite e tanto...

    ResponderExcluir
  2. Emanuelle . acho que vi todos filmes da série

    ResponderExcluir
  3. o melhor programa da tv

    é pena

    ResponderExcluir
  4. Se ñ me engano, são 3 filmes da Emanuelle d verdade. Depois fizeram mais alguns com outras atrizes.

    Ñ entendi o q vc quis dizer com "o resultado destas buscas pelo diferencial no enredo para se levar ao sexo refletiram diretamente nas nossas futuras parceirias sexuais".

    Eu concordo q um fator mt importante desse tipo d filme é a ênfase no enredo. Apesar d q o softcore freqüentemente se resume a histórias bobas q justifiquem mulheres peitudas sem roupa. Ainda assim, são melhores q a maioria dos pornôs. Por outro lado, falta algo bem importante: bucetas.

    Claro q eu entendo q a característica do gênero é dar essa miguelada no sexo, mas não seria lindo um tipo d filme q conseguisse harmonizar uma boa história com cenas de sexo convincentes e excitantes?

    ResponderExcluir
  5. em relação a busca pelo diferencial, é em relação ao tratamento romantico que viriam nas futuras transas.

    pelo menos nas minhas...

    Antes de ver cine privé eu achava que sexo era só aquele "velho entra e sai" como diria o alex em laranja mecânica hehehe

    ResponderExcluir
  6. acabou agora? pensei que já tinha acabado a anos

    ResponderExcluir
  7. O fato de se fazer sexo pelo sexo não quer dizer que não haja fantasia, mas sim que o sexo em si já é muito bom, a fantasia fica pras horas vagas.
    O velho entra e sai, entra e sai, é muito bom.

    ResponderExcluir
  8. bons tempos...
    eu ficava puto pq tinha o programa do otavio mesquita e do goulart de andrade antes
    começava tarde bagarai haushasuhauhsuahushauhs
    uma pena

    ResponderExcluir
  9. Concordo com o Will, faltavam bucetas.

    ResponderExcluir
  10. veio q é veio ou quase (meu caso) se lembra do sala especial que passava na antiga rede record... era bem mais xxx que o cine prive mas só era 90% pronachanchada nacional.

    ResponderExcluir
  11. Karai, essa noticia me pegou de surpresa, nahum acreditu que fizeram isso, que serah de nos agora, nahum sei se aguentarei ficar sem a quelas coisas lindas, que de tão lindas a Band as vinha repetindo, pelo menos a dez anos, os mesmos filmes, acho que eram uns quatro s~e, se nahum me aengano, porra tinha 13 anos, jã estou dez anitos mais veinho, acabaram as punhetas. que horror. me ajudem.

    ResponderExcluir