quinta-feira, 25 de novembro de 2010

No fundo do copo

Bebo porque vejo no fundo do copo
o rosto do meu amado.
Encho pra que não morra de sede,
bebo pra que não morra afogado.

5 comentários:

  1. gostei muito!! é seu, Will???

    vou mandar um link dum poema meu:

    http://parafraseie.blogspot.com/2008/03/olhos-de-ressaca.html

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente ñ é meu. Achei no orkut, mas tem cara d autor desconhecido.

    ResponderExcluir
  3. Esse poema podia re´resentar uma certa fase da minha vida '-'

    ResponderExcluir
  4. Sua fase gay? "Rosto do amado"...

    ResponderExcluir
  5. geralmente bebo em latinha... acho q por isso não percebi isso ainda

    ResponderExcluir