sábado, 30 de outubro de 2010

2º dia de Hot Fair

Só pra manter vocês atualizados... A feira hoje não teve muita coisa de diferente de ontem. Só mesmo as palestras e os desfiles, o que é natural, né? O resto são stands ou atrações fixas.

Sinceramente, não gostei das palestras de hoje. A primeira foi sobre obesidade e disfunção erétil. Foi instrutiva (descobri que em 2 anos eu estarei brocha ou morto, o que pra mim dá no mesmo), mas foi por demais técnica e, portanto, um pouco enfadonha. Pra compensar, o cara distribuiu amostras grátis de um estimulante sexual. Eu ganhei duas.

A segunda foi sobre o tantra e blablabla. Também tinha coisas interessantes, mas o cara falava tanto de amor e troca de energia (o que sempre me soa como pura tolice) que eu não consegui me empolgar. Sem contar que a condução da palestra tava meio confusa. Ele jogava vários conceitos como se estivéssemos familiarizados com eles, e encadeava tudo em uma ordem que me pareceu equivocada. Pra compensar, ele prometeu sortear dois cursos e duas sessões de massagem entre os presentes.

A última foi deprimente... Era sobre alguma coisa ligada ao feminino, mas eu digo que era palestra sobre como viver seguindo estereótipos. Ou "assine uma revista feminina e seja feliz". Todos os conselhos que a mulher dava eram o tipo de conselho que qualquer revista medíocre dá a cada edição, ou que mulheres mal amadas falam em uma mesa de bar. Entrei na palestra e a mulher tava dizendo que "se o homem liga depois do pôr-do-sol, ela não deve atender, porque ele provavelmente já ligou pra todos os amigos e não conseguiu marcar nada, ou seja, ela é o step". E ainda concluiu com um "a mulher tem que valorizar seu passe". Quer frase mais clichê (e babaca) que essa?! Ainda tinha um cara que ficava fazendo comentários clássicos dos homens de quem a palestrante falava e as mulheres (que estavam todas agrupadas num canto do auditório), olhavam pra ele com cara de ódio e começavam a discutir.

Ainda ia ter uma sobre pompoarismo, mas que teve que ser adiada por causa do xou de pole dance (a dançarina mais fodona é que era a palestrante). Ficou pra amanhã.

O ponto alto mesmo foi ser preso ao X. Minha bunda tá doendo até agora das chicotadas que levei...

Nenhum comentário:

Postar um comentário