domingo, 5 de setembro de 2010

Conselho Religioso

Semana que vem vamos começar aqui na SD um novo e (nem tão) revolucionário projeto! A cada duas semanas, um conselho de representantes de diferentes religiões falará sobre um mesmo assunto. Vocês terão a oportunidade de ver como as diferentes crenças enxergam as mais variadas questões.

Cada um de nós escreverá NO MÁXIMO 3 parágrafos sobre um assunto previamente definido. Os textos serão enviados por e-mail e ninguém (nem eu) vai ler o texto do coleguinha antes do momento da publicação. Assim poderemos nos concentrar em falar sobre o tema e não sobre o que os outros falaram. A idéia não é debater, é expor. Os textos não conterão imagens, mas poderão conter links.

Não somos os sacerdotes ou o que quer que seja de nossas religiões. Somos meros seguidores dela, então não falamos como especialistas, mas como pessoas comuns que acreditam naquilo que seguem. No entanto, o prazo de 15 dias entre um post e outro garantirá tempo mais do que suficiente para que pesquisemos e procuremos respostas mais bem fundamentadas sobre o assunto em questão.

Conheçam agora um pouco dos "conselheiros", segundo eles mesmos.

Will
Vocês já me conhecem por tudo que eu escrevi no resto do blog. Já fui católico porque a minha mãe me botou no catecismo. Já fui ateu porque vi que não tinha motivos pra acreditar em metade do que me foi ensinado. Quando entrei na faculdade, conheci a filosofia Dionisíaca e estou nesse caminho até hoje. Acredito que Dionísio é uma representação de uma força inerente E necessária à humanidade: a liberdade. Nunca brindo sem dizer "evoé".

Michaell
Olá, me chamo Michaell e tenho 25 anos. Sou católico desde que nasci e pesquisado assuntos teológicos cristãos, dentre os quais se destacam a celebração litúrgica, o Catecismo da Igreja católica e as encíclicas papais desde o pontificado de Leão XXIII. Desde 2207, tenho participação ativa na paróquia do Sagrado Coração de Jesus, fraternidade franciscana situada em Petrópolis. Dentre os ministérios exercidos por mim, destacam-se o de leitor; o de condutor do Ofício Divino e de jornalista a serviço do periódico bimestral da paróquia, contribuindo com artigos, reflexões e matérias, e do site da paróquia, no qual é articulista.

Sandra
Olá, eu sou a Sandra, vou representar o Espiritismo segundo Allan Kardec, tenho acesso a Doutrina desde que nasci, pois vim de uma familia ligada ao espiritismo. Hoje, frequento o grupo espirita kardecista Discípulos de Samuel, que fica na Tijuca, assistindo às palestras e participando das discussões em cima da Doutrina Espirita.

Eric
Estou aqui para representar o ateísmo neste novo projeto da Sociedade Dionisíaca. Fui criado dentro de uma mistura de catolicismo e espiritismo, mas já na minha adolescência comecei a questionar a existência de Deus e não demorou muito para que eu me tornasse um "ateu fraco", ou agnóstico. Com o amadurecimento, mais leitura e reflexão, me tornei o que chamamos de "ateu forte", isto é, passei a negar totalmente e existência de Deus (ou de Deuses).

Ainda estamos procurando um evangélico, um budista, um hindu, um muçulmano, um wicca, um vegetariano e um negro pra cumprir a cota. Enfim... Quanto mais religiões se manifestando aqui, mais ricos serão os posts e melhores serão as comparações que o leitor poderá fazer.

Semana que vem falaremos sobre o casamento. O tema foi sugerido pelo Michaell. Se você tiver alguma sugestão de tema, envie para sociedadedionisiaca@gmail.com.

Até lá!

4 comentários:

  1. HAHAHAHAHAAH
    "um negro pra cumprir a cota" é mt boa

    Vou esperar ansiosamente pelo budista =)

    ResponderExcluir
  2. "um negro pra cumprir a cota"...Eu entendi mas achei do mal ao mesmo tempo,mas acabei sorrindo no final...

    Por favor colocar o camdomblé seria significante para afrodescendentes como eu,rs.

    espero anciosa pelo vegetariano,e ateu tbm.

    ^^

    ResponderExcluir
  3. eu posso comentar? sou do bando de loucos, fiel corintiano. Comentarei como 'Corintiano' e mandarei amanhã, para vcs., meus três parágrafos sobre o casamento.

    ResponderExcluir
  4. Ainda não recebemos seu parágrafo, caro corintiano. Desistiu?

    ResponderExcluir