quarta-feira, 9 de junho de 2010

Falar de Sexo

Sabe quando você esta numa mesa de bar ou na casa de alguém bebendo e o papo invariavelmente vai parar em um animado debate sexual? Não sei como é com vocês, mas isso acontece comigo com MUITA freqüência. Tipo... Toda vez que eu saio o assunto surge, e nem sempre sou eu que puxo. Às vezes é um debate acalorado sobre fantasias, às vezes é um mero Eu Nunca.

Recentemente, estive em duas situações que me fizeram refletir sobre esse tipo de comportamento. Acompanhem comigo...

Situação 1
Viajei com um grupo de amigos. Éramos 5 homens e depois chegou mais um. Todos heteros até onde eu sei. Passamos um fim de semana em uma casa na serra. Bebemos e jogamos baralho PRA CARALHO. Também comemos muito bem (uma das vantagens de ter um amigo cozinheiro). É sério, kra. Bebemos muito mesmo. Em certo momento da última noite, reparei em algo raro nos meus círculos de conversa: não havíamos falado de sexo em momento nenhum! Nada-nada. Só fizemos referências bobas (poucas mesmo), mas que não rendiam comentários. Coisa de menos d 10 segundos.

Situação 2
Estava em um bar comemorando o aniversário de um amigo. Desta vez era um grupo beeeem heterogêneo: 3 gays, 2 heteros (sendo um virgem) e uma bi. Tirando o virgem, todos eram safados. Uns menos, outros muito mais. O fato é que depois de certa hora, não se falou de outra coisa a não ser sexo. Eu, que normalmente sou o primeiro a sugerir o Eu Nunca, nem estava tão na pilha quando a garota insistiu para brincarmos. Um detalhe importante é que todos diziam estar há muito tempo sem sexo (tirando o virgem, eu era o que estava mais na seca, seguido pela garota, que estava há uma semana sem dar umazinha).

Quando eram só homens e ninguém tinha planos de fazer sexo com ninguém, mesmo tendo muito menos sangue no nosso álcool, não fizemos a menor questão de falar sobre sexo. O jogo pareceu mais interessante que a troca de idéias sobre os prazeres dionisíacos. Quando o grupo era misto e estava "a perigo", o papo sobre sexo foi praticamente obrigatório.

Eu já estava com essa impressão na primeira ocasião, mas a segunda me fez cismar ainda mais. Será que, quando colocamos o sexo em pauta, não estamos na verdade querendo fazer os outros pensarem em sexo pra que ele possa se tornar uma possibilidade maior? Sempre estou em grupos mistos, então achava super normal e nunca tinha reparado nessa possibilidade até a viagem da situação 1.


Pensando bem sobre o assunto, já vi inúmeros contos eróticos que narram algo como "ficamos bebendo e conversando (...) conversa vai, conversa vem, começamos a falar sobre sexo (...) quando dei por mim, estávamos nos beijando loucamente". Achava que não passava de um enredo pobre, mas isso realmente acontece com alguma freqüência.


Eu sei que o leitor vai dizer que fala sobre sexo com garotas e raramente acontece alguma coisa. A leitora vai dizer que fala sobre isso com amigos homens só por curiosidade mesmo. Que é uma conversa como outra qualquer. Eu também sempre pensei assim. Mas será que é realmente isso? Será que não existe uma intenção, mesmo que inconsciente, de fazer as pessoas pensarem em putaria, se excitarem e talvez se animarem pra colocar em prática um pouco do que foi discutido? Começo a pensar que sim...

11 comentários:

  1. em qualquer mesa de bar isso acontece, não tem nada de especial nisso.

    ResponderExcluir
  2. pela primeira vez (ou uma das poucas vezes) concordo com o will. acho sim q rola uma intenção, mesmo que inconsciente. e mais: confesso que já me utilizei dessa ferramenta, haha!

    ResponderExcluir
  3. Em qualquer mesa de bar acontece oq? Tem duas situações completamente diferentes sendo narradas. OK. Acho q o Anônimo se referia à segunda opção. Então pq na primeira, q só ñ foi uma mesa d bar pq ñ era em um bar (mas tinha amigos, bebida e jogos) ñ rolou esse tipo d conversa? Sob certo ponto d vista, o fato d só ter homem deveria ser motivo pra conversa ficar mt + no terreno da putaria, ñ?

    ResponderExcluir
  4. Acho muito foda mulher que fala abertamente sobre sexo. É extremamente sexy.

    ResponderExcluir
  5. especifique o anônimo, will. eu não sou o anônimo do primeiro comentário, com quem eu discordo, apesar de também ser anônimo. também não sou esse último anônimo, esse aqui de cima. ah, deixa pra lá... 8D

    ResponderExcluir
  6. acho que depende mais das PESSOAS do que da situação ... será que esse grupo da serra ia falar mais sobre sexo em outro lugar ?

    e daí que tinha um virgem conversando com vocês no bar. você acha que virgem não pensa nessas coisas não? hahah ele só não põe em prática .

    ResponderExcluir
  7. Tava só descrevendo o grupo, ñ dizendo q o virgem ñ pensa nessas coisas. Mas a presença dele deveria sim ser um motivo a mais pra ñ falarmos d sexo, uma vez q, em certa medida, isso o excluiria da conversa. Quando se fala d sexo, muito é sobre as experiências e ele não tinha quase nenhuma. Faria mais sintido falarmos sobre coisas q todos pudessem opinar.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. eu quero fazer sexo com todo voces

    ResponderExcluir
  10. eu gggggygtfyyhiufrfffffffffffffffrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrsssssssrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsresrsrsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir