domingo, 24 de janeiro de 2010

O voyeur e o exibicionista

ardendo na chama da vaidade
gozando o calor da contemplação
a ânsia de ser apreciado
satisfeita pelo prazer da invasão

ardor na sensação do patente
combustão oxidada pelo proibido
a coexistência dos adversos
é a labareda humana da libido

em todas esferas da existência
há fogo em relações homônimas
seja entre homem e mulher
ou leitor e blogueiro, sinônimas

5 comentários:

  1. É um poema antigo ou vc criou tipo semana passada?

    ResponderExcluir
  2. é antigo: de agosto de 2007

    por que achou que era novo?

    ResponderExcluir
  3. Pq é quase safadinho e fala d blog. Achei q a SD tinha t inspirado. =P

    ResponderExcluir